Influência dos games na nossa vida social – 16 bits

“Vamos assoprar o cartucho que pega.”
Frase dita por mim nos anos 90

Chegou o post dos 16 bits mais famosos de todos os tempos, e também o nascimento de uma das maiores rivalidades, Mega Drive versus SNES.

O que dizer de dois vídeo games atemporais, talvez os únicos daquela geração que fizeram aquilo que somente o Atari fez, que foi deixar saudades pra quem uma dia jogou?

Super Mario de um lado, do outro Sonic e sua velocidade, quem gostava de um, torcia o nariz pro outro. Mega Drive tinha em tese um gráfico melhor, mas o Snes tinha os melhores fabricantes de jogos, no final, acredito que o Snes tenha levado a melhor.

Naquela época surgiram as maiores rivalidades, tinha os fãs de Sonic, e os do Mário (que Mário?, aquele que… deixa pra lá), tinha Fifa Soccer e International Superstar Soccer, entre outras. O que mais me impressionava naquilo tudo, era a emoção de jogar, passar horas para revirar o Top Gear 1, 2 e 3000 (SNES), Streets of Rage (Mega) e Final Fight (SNES), Secret of Mana (Mega), Alone in the dark (Mega), Sonic 1, 2, 3, Knuckles, Street Fighter, esse sim era mítico, ainda mais no Turbo que o Vega era o Bison e mais umas atrocidades.

Aliás, foi nessa era que começou as primeiras adaptações, com destaque para o FUTEBOL BRASILEIRO 96, gambiarra do International SuperStar Soccer, com os escudos dos times mais toscos que eu vi.

Um dos jogos que eu mais curti na verdade, foi um chamado Rock’n Roll Racing (SNES), que trazia uma corrida isométrica, totalmente diferente dos padrões, e uma trilha sonora de peso. Um que eu me divertia muito também era o do Papa Léguas e Coyote (Mega) porque você controlava qualquer um dos dois, se ferrando com o coyote ou ferrando o coyote, e era muito engraçado.

Agora vocês devem estar se perguntando, cadê os pontos positivos dessa época?

Nessa época já estávamos meio que crescidinhos e tínhamos que começar a conciliar horários, era escola, namorinhos, trabalho (sim, nessa época eu já trabalhava como arte-finalista) e cursos técnicos. O vídeo game ficava para os finais de semana, isso quando a gente não saía para curtir. Nas horas vagas, eu ia ou nas locadoras de vídeo game, ou na casa de colegas, pois compensava mais gastar o dinheiro das horas com o aluguel da fita e jogar entre amigos. Nessa luta, aprendemos função da palavra correria e stress, vontade louca de jogar e não poder, ver o vídeo game empoeirando e não poder jogar.

Com o aumento dos botões do controle, passamos a ter que acelerar nosso raciocínio, e o grande aumento de demanda de jogos melhorou muito o realismo e a quantidade de jogadores, para todas as idades, com isso surgiram as revistas mais especializadas nessa área, aonde pesquisávamos qual jogo comprar no fim de ano

Com o poder dos save games ou passwords, os jogos aumentaram muito de tamanho, e começaram então a se tornar longos, com vários caminhos escondidos.

O Amendokin disse algo importante um dia sobre algo, que hoje raramente acontece, que é o fato de se ver recordes de 120%, 130% em um jogo, porque naquela época você ganhava um cartucho por ano, e “zerá-lo” de todas as formas possíveis era a única opção,  diferentemente de hoje que você pode baixá-lo pela Internet.

Os consoles de 16 bits são resultado de uma época de grande abertura comercial, conseguimos assim encontrar seus cartuchos facilmente pirateados, o que muitas das vezes era bom, pois o preço era melhor e com uma breve leitura em uma revista você saberia qual escolher. Não tínhamos Youtube para ver reviews, não tínhamos sequer computador, muito menos Internet nos anos 90 (os ricos tinham, HTML, basicão, mas nós não), o jeito era ir na banca próxima e comprar nossa revistinha com macetes. Os 16 bits trouxeram para nós o que o Atari nos fez, a alegria de jogar, dessa vez com save points.

Anúncios

Um comentário sobre “Influência dos games na nossa vida social – 16 bits

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s